Make your own free website on Tripod.com

voltar

Observando a postura de tiro pode-se determinar o caráter do arqueiro

"ditado Coreano"

 

 

 

Técnicas de tiro

 

 

Quando formos atirar com um arco sem mira, nós temos que diminuir as variáveis existentes.

 

Num arco com mira tipo recurvo, são 10 os passos que temos observar.

Começa na pré puxada e na puxada, vai na postura do corpo, da cabeça, passa pela ancoragem e posicionamento da corda no nariz, segue na hora de fazer a tenção das costas (back tention) e a empurrada do arco como o alinhamento da cintura com os ombros, aí vem a forma da largada e por fim a concentração final e o relaxamento.

Mantendo sempre a mesma postura e não inclinando ora para um lado ora par o outro lado a cabeça, nós conseguimos diminuir uma das várias variáveis que existem no tiro com o arco recurvo. Cada mudança de postura vai mudar a relação do meu olho com a mira e portanto irá mudar a mira que fará com que as minhas flechas não acertem aonde eu quero que elas acertam.

 

No tiro instintivo nós temos somente 4 variáveis, em vez de 10. isso de um lado é uma enorme vantagem, mas somente se formos muito meticulosos e treinarmos bem estas quatro variáveis:

1. Posição da minha mão no arco

2. Puxada e a posterior ancoragem

3. Como mirar

4. E por fim a largada

 

Só isso. Agora, o menor erro em uma dessas variáveis vai fazer eu errar feio o alvo. por isso se fala que para atirar bem com o arco instintivo se tem que treinar duas vezes mais do que se treina com arco com mira. e isso não é por nada. Sendo que no arco com mira temos 10 elementos a serem observados, mesmo se um desses elementos não estiver bem mas nós conseguirmos manter os outros, o tiro ainda pode sair bem.

Já no arco instintivo, isso não é o caso. Aqui temos que prestar atenção somente em quatro elementos, mas errar um deles é fatal. Por isso é muito mais difícil atirar bem no instintivo do que atirar bem no recurvo ou composto com mira.