Make your own free website on Tripod.com

voltar para arco recurvo

Observando a postura de tiro pode-se determinar o caráter do arqueiro

"ditado Coreano"

voltar para página sobre treino básico

 

Técnica básicas de tiro

 

Dominância do olho

Antes de começara a atirar com o arco é importante determinara dominância do olho, com qual olho se mira. Como existem pessoas que escrevem com a direita ou com a esquerda também temos atiradores canhotos ou destros. A dominância do olho não tem que ser igual a dominância com as mãos ao escrever por exemplo. Tem muitos arqueiros que são destros mas atiram com a esquerda porque o olho dominante é o esquerdo.

Uma pessoa com o olho direito dominante deveria segurar o arco com a mão esquerda e puxar a corda com a mão direta. Quem tiver o olho esquerdo como dominante é o inverso. A razão para tal é para alinhar a flecha no arco com o olho e assim facilitar o tiro.
Existe casos em que um arqueiro com dominância de olho esquerdo prefere atirar como destro (porque é destro e se sente desajeitado atirar como canhoto). Isso deveria ser evitado se for possível. porque em tais casos o olho dominante será substituído pelo outro olho e tal vai afetar o outro olho o forçando desnecessariamente podendo levar a futuras lesões nesse olho.

Como testa a dominância do olho.

Como amostra os desenhos acima, você estica ambos os braços e com as mão faz uma pequena abertura circular pela qual você mira o alvo. Você tenta olhar com ambos os olhos abertos através da abertura das suas mãos o alvo. Agora , sem mover a cabeça você fecha o olho esquerdo e olha com o olho direito através de suas mão o alvo. . Você está vendo o alvo? Você faz o mesmo procedimento sem mover a cabeça para o lado, fechando o olho direito e olhando com o olho esquerdo. Se você ver o alvo com o olho direito e não o mais ver com o olho esquerdo, você é destro na dominância do olho. No outro caso, você é canhoto. Agora para assegurar que você fez tudo certo você de novo estica os braços, faz a abertura com as mãos, olha com ambos os olhos atiras da abertura o alvo e devagar vai trazendo as mãos cada vez mais perto da face até encostar com as mãos um de seus olhos. Esse será o olho dominante e deveria ser o mesmo que você descobriu com o exercício anterior.

Back to Top

Os 10 passos

Os 10 passos são:

  1. Postura
  2. Colocar a flecha
  3. Empunhadura
  4. Pré puxada
  5. Puxada
  6. Ancoragem
  7. Mirar
  8. Largada
  9. Finalização
  10. Relaxamento

1. Postura

Toda vez que um arqueiro dispara uma flecha, ele deve seguir uma seqüência exata de movimentos que devem ser repetidos da mesma forma, com o máximo de precisão, para que todas as flechas se agrupem no centro do alvo.

A seguir será apresentada a técnica “Clássica” do tiro com arco, que foi utilizada por Gilman Keasey para ganhar o campeonato dos Estados Unidos de 1935, e que continua sendo utilizada até hoje com bons resultados.

É considerado técnica ao conjunto de movimentos que levam o arqueiro a realizar o tiro com perfeição. Devido às diferentes constituições físicas e psíquicas dos arqueiros, algumas variações podem ser criadas em cima de uma técnica, constituindo então um estilo.

Por questões didáticas a técnica apresentada será dividida em nove etapas, mas que na verdade constituem um único conjunto de movimentos, que se inicia quando o atleta decide atirar a flecha, e termina quando a flecha alcança o alvo.

 

1.      Postura do corpo

2.      Colocação da flecha

3.      Empunhadura

4.      Pré-puxada

5.      Puxada

6.      Ancoragem

7.      Mira

8.      Largada

9.      Finalização

 

1.      Postura do corpo.

 

O atleta deve se posicionar  com a linha de tiro entre os dois pés, de forma eqüidistante, e com uma abertura das pernas equivalente à largura dos ombros.

Se os pés estiverem muito juntos irão provocar  um desequilíbrio do corpo na hora do disparo; e se estiverem muito abertos provocarão um cansaço na musculatura da perna provocando desconforto e conseqüente imprecisão do tiro.

O peso do corpo deve estar  igualmente distribuído nas duas pernas.

 

 

O arqueiro fica reto e confortável, em posição relaxada com ambos os pés paralelos á linha de tiro. Os deveriam estar mais ou menos a largura de seus ombros. O peso do corpo deveria ser distribuído igualmente entre ambos os pés e destribuído entre a plante e o calcanhar dos pés
Durante o tiro a postura deverá permanecer constante e sem movimentação par frente ou para traz.
Se tiver algum problema com a corda batendo no braço se pode adotar a postura aberta (desenho acim - open stance). Isso significa que se trás o pé de traz um pouco para a frente.

Uma vez escolhido a postura ela tem que ser sempre a mesm, em alguns caso se recomenda a fazer um marca no chão para sinalizar a posição dos pés.

Back to The 10 Steps

 

 

2. Colocar a flecha

 

Segure o arco perpendicular ao solo e com a mão da corda deslize a flecha pelo apoio e encaixe a rabeira na corda, com a pena de índice para cima.

Agora coloque o dedo indicador acima da flecha e os dedos médio e anular abaixo, formando um gancho e abraçando a corda entre a primeira e segunda falange.

 

Coloque a flecha na corda debaixo no ponto de nock na corda. esteja acertado que a marca lateral da flecha amostra para você (ou que a pena líder está amostrando para fora da janela doa rco).
A flecha é colocado sobre o apoio da flecha na janela mdo arco..

Back to The 10 Steps

 

 

3. Empunhadura

 

Estando os dedos devidamente posicionados na corda, o arqueiro deve puxá-la levemente de forma a sentir a empunhadura encaixada entre o polegar e o dedo indicador da mão do arco.

O punho deve apoiar de forma suave na palma da mão e sempre na mesma posição.

 

 

Para arqueiros recurvo se utiliza os dedos indicador, anular e terceiro dedo. Para facilitar no começo, se pode encostar o dedão no dedinho, para evitar usá-los durante o tiro. O dedo indicador é botado em cima da rabeira da flecha enquanto os outros dois dedos ficam em baixo da rabeira da flecha.

Mantenha um espaço entre os dedos e a rabeira da flecha para evitar encostar com os dedos a rabeira, isso irá alterar o tiro.
Mantenha  a mão o mais relaxado possível.
Aplique uma pequena pressão na corda para posicionar os dedos na corda. Durante todo a puxada tente manter uma pressão constante e igual em todos os três dedos.

A posição da mão que segura o arco. no desenho acima vemos u Y desenhado na mão.`é nesse Y que iramos colocar o punho do arco. O local fica entre dedão e dedo indicador. Bote o resto do dedão na linha central do arco. Não aperte o arco com a mão. Depois de ter puxado a corda, abre a mão e relaxe os dedos. durante a puxada a pressão deveria estar em cima do músculo do dedão e alinhado com o punho e o braço.

Back to The 10 Steps

 

 

 4. Prá-puxada

 

Olhe fixamente para o centro do alvo e comece a levantar  o arco até que a mira esteja um pouco acima do centro do alvo. O braço da corda deverá estar fazendo 45 graus com a horizontal.

Nesta etapa o corpo está ereto e a cabeça na posição de tiro.

 

 

 

Levante o arco a altura do alvo e começe levemente a puxar a corda. esta primeira tenção irá posicionar definitivamente o arco em sua mão.

Mantenha os ombros relaxados e baixos. Mantenha o cotovelo do braço que vai puxar a corda elevado.
(

Back to The 10 Steps

 

 

5. Puxada

 

Agora comece a puxar a corda de forma suave, firme e constante. Enquanto vai puxando, o braço da corda e o braço do arco vão abaixando de forma que, ao efetuar a ancoragem (próxima etapa) o arco esteja posicionado com a mira no centro do alvo.

A puxada é feita com os músculos das costas, movendo a omoplata

 

 

Da pré puxada você continua sem intervalo para a puxada final do arco num movimento contínuo e lento mas constante. a posição dos ombros e da cabeça não deveria mudar, o corpo inteiro fica parado como se estivesse congelado.
(Um constante e igual força entre puxar a corda e empurrar o arco irá manter o arco firme).

Back to The 10 Steps

 

 

6. Ancoragem

 

Coloque a parte de cima do dedo indicador da mão da corda contra o osso da mandíbula com firmeza, procurando identificar esta sensação para que possa repetir esta posição com precisão.

Neste ponto os músculos estão executando a força máxima, e se o movimento foi preciso e a cabeça estiver na posição correta, a corda estará obrigatoriamente tocando o queixo e a ponta do nariz do arqueiro.

É importante lembrar que se o arqueiro tiver que movimentar a cabeça para encontrar uma posição confortável, significa que ele ainda não está com os movimentos que compõem o tiro bem definidos.

           A mão da corda deve estar relaxada e plana.

 

A Ancoragem é quando a mão que puxa a corda se posiciona de baixo do queixo. É importante que o dedo indicador encoste firme no queixo, e a corda encoste no meio do nariz.
A relação entre todos estes detalhes é importante, especialmente quando se atira com mira.
esta postura também permite uma puxada constante. É importante sempre puzar a mesma distancia pára evitar a flecha ora subir ora descer no tiro.

Back to The 10 Steps

 

 

7. Mira

 

Alinhe a corda com o centro do arco ou a face da janela, e com o pino da mira.

Neste ponto a mira estará sobre o centro do alvo, não exatamente no centro e nem estática, mas circulando ao redor deste.

Esta é uma das partes mais importantes do tiro pois quem vai fazer todo o alinhamento e centrar a mira no alvo é o subsconsciente.

O atleta neste ponto tem de estar despojado de qualquer pensamento e ao mesmo tempo completamente envolvido no tiro, de tal forma que ele, por uma pequena fração de tempo, não consiga definir quem é o arco, quem é a flecha, quem é o alvo e etc.

O ponto principal é capacidade de concentração no objetivo a ser alcançado.

 

 

Segurar e mirar significa em manter a mira durante toda a pré puxada e puxada no alvo. na fase final se acerta com o braço a mira e se alinha a corda ou na janela do arco ou ao lado interno da mira. No desenho acima a corda foi ajustada ao lado da mira, mantendo-se a mira no alvo.

É importante não inclinar o arco nem para a direita nem para a esquerda. isso irá trazer um desvio no tiro.
É natural, que quando se tenta manter a mira no alvo ela se movimenta, devido a tenção muscular do braço que segura o arco. na maioria das vezes se pode compensar essa movimentação fazendo pequenos círculos.

Back to The 10 Steps

 

 

8. Largada

 

Neste passo o arqueiro continua fazendo exatamente o que fazia na etapa anterior.

Este é o ponto crucial do tiro pois é quando o atleta tomará a decisão de soltar a flecha e obter o resultado do seu trabalho.

Mais uma vez, se todas as etapas foram feitas com perfeição, a largada se comporá de um relaxamento dos dedos na corda associado a um leve movimento das omoplatas procurando levar o cotovelo para trás, o suficiente apenas para que a corda escape de suas mãos.

O arqueiro deve mentalizar que a corda irá passar através dos seus dedos em linha reta na direção da flecha.

 

 

A largada é a parte mais crucial do tiro. Se não for feita corretamente então todo esforço foi em vão.
Para ter uma boa largada se deve na hora de largar relaxar os dedos e permitir que a corda escape dos dedos e todos os três dedos devem largar ao mesmo tempo. T
Quando a largada for feita certa a mão se movimenta para traz e fica a altura da nuca. The a largada for forçada a mão acaba ficando uns 5 cm alem da nuca ou do ombro.

Back to The 10 Steps

 

 

9. Finalização

 

A rigor o tiro só deve terminar quando a flecha atingir o alvo.

Portanto após a largada o arqueiro deve manter o braço do arco esticado aguardando, sem interferir, as reações mecânicas que acompanham o tiro.

Se tudo ocorreu de maneira correta o arco irá se projetar um pouco para frente, na direção da flecha, e então cair suavemente em direção ao solo.

Só então o arqueiro dará por concluído o tiro, e após analisar o resultado, irá relaxar e se preparar para o próximo disparo.

A execução do tiro, a partir da pré-puxada até a largada, deve levar no máximo 7 segundos.

Tiros muito longos fazem com que o atleta perca a capacidade de concentração e provoca stress na musculatura, causando movimentos e tensões indesejáveis à perfeita execução do tiro.

 

Na finalização o arqueiro mantém a posição dos braços até a flecha atingir o alvo.
A posição da cabeça e do corpo não muda enquanto que a mão que puxou a corda se movimenta para traz.

É importante não deixar o arco cair depois do tiro, ou mover a mão para o lado para  ver onde a flecha atingiu o alvo é um erro muitas vezes fatal.

Back to The 10 Steps

 

 

10. Relaxamento

 

O arqueiro tem que relaxar depois de cada tiro. Uns 20 a 30 segundo é o suficiente para recarregar os músculos. Se não tiver este relaxamento entre os tiros os músculos irão cansar muito rápido e não serão capazes de manter o mesmo padrão de funcionamento.

 

Enquanto o corpo relaxa a mente tem a possibilidade de conferir o tiro e tomar as providências necessárias, para ajustar a mira ou a postura conforme o resultado. A mente tem controle sobe todos os músculos necessários para um bom tiro, de tal forma que estes 10 passos podem ser usados como um lista mental para melhor cada tiro.
 

Como qualquer esporte ou arte, a melhor coisa é aprender este esporte sob a tutela de um instrutor qualificado. No Brasil os instrutores qualificados são treinados e licenciados pela CBTARCO (Confederação brasileira de tiro com arco).
Como nem todos são idênticos, um bom instrutor irá poder adaptar o arqueiro á posição ideal conforme seu físico.