Make your own free website on Tripod.com

voltar

Observando a postura de tiro pode-se determinar o caráter do arqueiro

"ditado Coreano"

 

 

A torção do arco

 

 

O Torque

 

Antes de tudo temos definir o que é o torque:

O torque é uma força externa desalinhando o arco de sua trajetória central. Não existe uma arco sem torque.

 

Só o fato de você segurar o arco já causou um torque (inclinação).

o torque pode ser aplicada a várias áreas do arco e se for em excesso vai afetar a performance do arco.

 

Em primeiro lugar que devemos analisar é o punho, como o arco é segurado.

O torque é quando o arco se movimenta para a direita ou para a esquerda. e o ponto crucial é onde a corda deixa as roldanas.

Se você olhar o arco em sua puxada total, e excluir o estabilizador irá notar que braços, arco, corda e roldanas formam uma unidade e que tudo se movimenta em torno da corda. e não é necessário de muita força para inclinar o arco lateralmente e isso é que gera muitos problemas de acerto do arco.

 

Se você tem um punho grande existe a possibilidade de posicionar a mão em vários lugares, fazendo com que o arco se posicione na mão de forma diferente conforme você segurá-lo. Se o arco se movimenta para o lado quando for armado o rest também irá mover, e a flecha não mais estará em uma linha com a corda. Na hora de soltar a corda, o arco irá pular para trás, e isso combinado com o movimento lateral do rest, irá causar um rasgo lateral no teste do papel.

 

E assim será impossível de acertar o arco quando não se consegue manter a corda alinhada com a flecha.

Em tal caso troque o punho ou o remove completamente e tente de novo até conseguir alinhar a corda com a flecha.

 

O segundo problema de torque, é na hora de puxar a corda.

A maioria das pessoas acham que a inclinação do arco é devido o mau posicionamento da mão no punho do arco.

Mas um erro tão comum é na hora da puxada quando a corda é puxada para fora do alinhamento até acetar o seu ponto de ancoragem.

este erro acontece quando um arqueiro em vez de puxar a corda em linha reta e diretamente para o ponto de ancoragem, ele puxa a corda primeiro para fora e depois a ajeita no ponto de ancoragem. Isso faz com que a corda saia da linha natural e a pressão que o arqueiro exerce no punho não permite o arco se adaptar ao movimento assim desalinhado a corda.

Quanto maior for o punho maior será a fricção dele na mão e mais difícil ele ira rodar na mão para se acertar com a movimentação e pressão exercida na corda.

Qunto menor o punho meos atrito irá existir e o arco consegue se ajustar melhor.