Make your own free website on Tripod.com


voltar

O mundo é muito mais complexo do que podemos imaginar, por isso deveríamos observar cada momento que nem um neném.

voltar para o Ninjutsu

Tengu

A palavra Tengu é de origem chinesa. „T’ien-Gu" é a expressão japonesa do hieróglifo chinês „T’ien-kou" (Tiangou – cão do céu). As lendas sobre estes seres sobrenaturais apareceram no Japão nos séc 6 e 7.

Só que a imagem destes Tengu se mudou com o tempo. Originalmente Tengu representava os demônios das florestas (tipo os Oger nos contos de fantasia europeus), que comiam crianças, botavam fogo, seqüestravam pessoas e atormentavam os monges budistas. Com o tempo os Tengu começaram a amostrar a capacidade de destingir o mal do bom e na idade média japonesa foram interpretados como seres capazes tanto de causar danos, medo e destruição como amizade, amor, ajuda e apoio, dependendo do caráter do viajante que atravessava as montanhas e florestas por eles habitadas. Podia ser tanto o fim da vida como a salvação inesperada. E por fim foi atribuída aos Tengu sabedoria.

Tengu é o nome dado no Japão a seres místicos semi-humanos com cabeças de aves que vivem nas montanhas isolados do resto do mundo. As lendas contam que os Tengu possuem muita sabedoria e grandes conhecimentos no manuseio da espada e outras técnicas de lutas.

No Japão existem vários caminhos para se adquirir sabedoria (Satori), o estado de iluminação.

Um possível caminho é a cerimônia do chá, outro é os jardins de arreia, o arranjo de buquês de flores, a pintura e caligrafia, e por fim as artes marciais (Bojutsu): o Kenjutsu e Iado (o uso da espada), o Kyujitsu (o uso do arco), e o Yarijitsu (o uso da lança).

Fora destas técnicas nós ainda temos o Aikijutsu, o antecessor do Aikido e Jiu Jitsu. Ai = harmonia, Ki = força, energia, e Jitsu ou Jutsu = a arte de harmonizar sua força e energia.

Nos fim da época Heian, séc 11 e 12, as famílias samurais desenvolveram várias técnicas de luta (Bujitsu). Tais técnicas logo viraram estilos e tinham como objetivo derrotar o inimigo na luta armada e desarmada. No séc 16 apareceram os primeiros estilos com tendências claras do Aikijutsu e Jiu Jitsu. Estes novos estilos só foram ensinados a parentes e familiares sob sigilo total. No começo da era de paz (1600 a 1867 durante o shogunat Tokugava) é que se começou a criar escolas e divulgar abertamente tais sistemas.

Aos Tengu são atribuídos grandes conhecimentos, e muitos mestres, especialmente da área do Kenjutsu, atribuem seus conhecimentos e técnicas de suas escolas (Ryu) a inspiração e ensinamento direto de um ou mais Tengu.

As maiorias destes mestres dizem ter recebido seus conhecimentos em sonhos durante sua peregrinação e sua temporada como eremita nas montanhas onde praticavam a ascetismo (Musha-shugyu) à procura do caminho (Do).

Um dos mestres que se diz ter recebido seus conhecimentos dos Tengu foi nada menos do que Minamoto-no-Yoshitsume (1159-1189), que depois de ter vivido sua infância no templo Kurama, conquistou e derrotou o famoso e invencível monge Benkei quando este tentou impedi-lo, com uma naguinata, de atravessar a ponte Goto.

Outro imortal foi Miyamoto Musashi (1484 – 1645) que saiu vitorioso de mais de 60 duelos. Miyamoto teve em sua juventude o apelido de ‘o pequeno Tengu’.

E ainda no começo do séc 20, o apelido do mestre de Aikijutsu Takeda Sakaku, era: ‘O tengu de Aizu’.

A origem do livro: Tengu-geijutsu-ron (as técnicas divinas dos Tengu), tem provavelmente sua origem nos grupos guerreiros Yamabushi, os temidos monges guerreiros que viajavam de monastério a monastério. Os Yamabushi eram considerados os lutadores mais ferozes e temidos de suas épocas. Eles protegiam seus monastérios contra ataques de bandidos, de outros monastérios e de shoguns.

Com corpo de humano e cabeça de ave, o Tengu foi objeto de vários retratos. Os retratos mais velhos o amostram com cabeça de corvo (Karasu Tengu), e os mais comuns são os „pequenos Tengu" (Ko Tengu) com asas ou os Tengu de nariz comprido (Konsha Tengu). Existia até a hierarquias dos Tengu (bem provável parecida às falanges de Exu no Umbanda) onde os de cabeça humana com narizes grandes eram superiores aos Tengu voadores. E o rei superior de todos estes gênios das montanhas é Sojobo (seria no Umbanda o exu maioral). Sobojo é  representado com cabelos brancos e longos e de nariz comprido, e seu símbolo é um leque de sete cores.

Em contrapartida ao Obake (espíritos), os Tengu sempre tem asas. Eles podem adquirir a forma de pessoas ou animais, de preferência: texugo (Tanuki) ou raposa (Kitsune). Mas sua sombra sempre amostrava sua verdadeira identidade. O Tengu tem um humor bem peculiar e sua maldade só pode ser igualada por sua arrogância (no Japão quando se xinga alguém de „Tengu-ni-naru", isso significa que tal pessoa é tão arrogante que nem um Tengu).

Um Tengu fala sem mover os lábios ou o bico, pois ele se comunica mentalmente (telepatia). Pode acontecer que um Tengu seja derrotado por uma força espiritual superior ou pela força, coragem e força mental superior de um humano. Quando derrotado ele se transforma num pássaro ferido preto. Se um Tengu durante sua existência fizer muitas coisas boas pode reencarnar na próxima existência como ser humano.

A fantasia e inspiração, lenda e histórias sobre guerreiros, Ninjas e Roni (guerreiros solitários), os Tengu acabarem sendo em muitos casos igualados aos Yamabushi, de tal forma que em muitas lendas os Tengu são retratados usando um cape sacerdotal (Tokin), tais Tengu são os Karasu.

É interessante notar que tais seres legendários podem ser encontrados espalhados por todo o norte pacífico: na Sibéria, Alaska, Norte do Canadá, certos povos Indianos Americanos, até os Toltecas (América central), os egípcios e sírios. São seres místicos com asas que atuam como medidores entre os Deuses e os Humanos (no Helenismo teríamos Hermes, no Candomblé Exu).

 

Os espíritos das montanhas - os Tengu

Existem uma série de lendas  no Japão sobre estes legendários espíritos que persiste até os dias atuais, especialmente na área rural. E se uma pessoa se interessa pelas artes marciais inevitávelmente irá mais cedo ou mais tarde cruzar com as lenda ou o Tengu em pessoa.

Agora o que são os tengu e de onde vêm?

A sua história

Sua origem até hoje é um mistério e assim existem várias teorias, e assim a forma como foram interpretados e como foram retratados na música, literatura e pintura mudaram com os tempos.

A princípio se pode destingir atualmente os:  Karasu Tengu, que têm a aparência de grandes corvos ou aves de rapina que andam ereto possuindo braços e mãos; e os Yamabushi Tengu, que andam vestidos que nem os eremitas da montanhas e possuem um nariz bem longo.

 

Netsuke umTengu criador. Se acredita que este ser nasceu do ferro.

 

O Shugendo, a religião destes eremitas da montanha, atualmente chamados de Yamabushi ou Gyoja,com certeza não é a origem do Tengu, mesmo por alguns assim afirmados. Na realidade não se comparou o tengu com o Yamabushi e sim vice versa (como acima já comentado). Muitos dizem que os eremitas se comunicavam com os tengus e deles aprendiam, devido o fato de viverem nas montanhas isolados tentando aprender as artes que os tengus já possuíam.  Daí surgiram os retratos de tengus vestidos que nem os Yamabushi (monges guerreiros, eremitas).

 

 

A forma de um  "Yamabushi-Tengu" com o símbolo característico de um mestre, a folha.

 

Uma outra teoria diz que o tengu se desenvolveu do chinês T´ien Kou (a palavra significa "cachorro do céu", um ser com forças sobrenaturais na forma de um cachorro que vem á terra junto com os trovões e raios para seqüestrar e devorar crianças). Em japonês se pronuncia  T´ien Kou como TENGU.  E como desde o séc 6, 7 existiam um constante intercambio cultural entre Japão e china, seria esta uma possibilidade.
Uma outra teoria diz que o Tengu se desenvolveu da divindade Hindu Garuda, que os japoneses conhecerem depois da introdução do Budismo no Japão, uma divindade celestial do  Mahayana-Budismus, que tem suas origens no Hinduismo; E como um Tengu, o Garuda também possui a capacidade de mudar sua aparência e transformar corpo de ave, asas e rabo de rapina em um corpo e membros humanos, e vice versa.

 

Uma terceira possibilidade seria  que os tengus seriam uma divindade puramente japonesa antes da introdução do budismo no Japão. E quando os budistas afirmaram que a divindade local Kami, nada mais era do que uma aparência de Buda e bidisatva, assim se afirmou que o tangu nada mais era do que uma aparência de Garuda ou até de T´ien Kou.

 

A escrita japonêsa da palavra tengu

 

Existe relatos sobre o Tengu durante o período Heian como no  Konjaku Monogatarishu, e assim se criou uma segunda interpretação dos Tengus. Neste período se acreditava que os tengus influenciavam negativamente os budista, prendendo os monges e padres budistas em árvores e através de magia negras obrigá-los a fazer atos predatórios, assim obrigando-os de deixar o caminho do dahrma certo. Já na época eram representados como pássaros com a capacidade de se transformarem em qualquer forma. Existem também relatos em que estudaram o bahrma com ganacia no coração e assim viraram tengus.

Apartir do séc 13 se cpmeçou a acreditar que os tengus compartilhavam seus conhecimentos com humanos escolhidos por eles, a até chegavam a proteger templos e aldeias inteiras. e como exemplo desta lenda é a lenda do próprio legendário Minamoto no Yoshitsune, que na juventude vivia em  Kuramadera perto de Kyoto e que aprendia diariamente de noite com Sojobo, o granmestre dos Tengu, inas artes da guerra. Estes conhecimentos o possibilitaram a derrotar  Taira na batalha de  Dannoura em 1185
Se acreditava que a razão de os tengus ensinarem a arte da guerra era para causar guerras, e de fato se acreditava que os tengus traziam a guerra.

 

Sojobo, o gran mestre dos Tengu da montanha Kurama e mestre de Minamoto no Yoshitsunes

 

Bis zum 14. Jh. etwa überwog der Glaube, Tengu wären grundsätzlich böse, doch dann begann sich immer mehr eine Unterscheidung in gute und böse Tengu abzuzeichnen (manche Leute sprechen symbolisch von "Schwarzen" und "weißen" Tengu). So war es ab ca. dem 15. Jh. bisweilen üblich, wenn Kinder vermisst wurden, in den Wald zu gehen, die Trommeln zu schlagen und die Tengu um Hilfe bei der Suche zu bitten. Außerdem ergab sich ab einem gewissen Zeitpunkt eine Identifikation der Tengu mit Saruta-Hiko, einer Shinto-Gottheit in Begleitung der Sonnengöttin Amaterasu Omikami. Im Laufe der Zeit entwickelte sich die Idee, die Tengu nicht mehr ausschließlich als Menschengroße Krähen darzustellen, sondern immer öfter auch als Menschen mit Vogelbeinen, Flügeln und langen Nasen anstelle eines Schnabels. Diese Änderung in der bildlichen Darstellung mag vielleicht auch auf den Gedanken zurückzuführen sein, die Tengu nicht mehr ganz so furchterregend aussehen zu lassen wie in früheren Jahrhunderten.

 

Die ältere Darstellung als "Karasu-Tengu"

 

e assim, em muitas aldeias se oferecia oferendasaos tengus, em especial  Kuhin-Mochi (bolas de arroz envoltas de pasta de feijão), e eram postas nos arredores d aldeia para atrair os tengus. Este costume perdurou até os dias atuais, no séc 19 era costume oferecer a comida aos tengu para que eles não maltratassem a aldeia e em  1860 o Shogun escreveu um ofício demonstrando assim a importância da crença no tengu na sociedade.

"Aos tengus e demônios:

Já que a nossa casa pretende visitar no próximo abril o templo em Nikko, os tengus e outros demônios têm que ser mantidos em seus territórios até a casa (shogun) "

 

Netsuke de um Tengu em forma de um corvo vestido que nem um und Yamabushi

 

A sua relação com as artes marciais

A lenda de  Minamoto no Yoshitsunes  (e a ajuda incrível do tengu quando ele venceu o famoso monge  Benkei na ponter Gojo em  Kyoto, e o monge acabou ficando seu melho amigo e protetor) não são os únicos relatos. Vários outros samurais afirmaram terem recebido instruções dos tengus. e assim vária escolas (ryu) têm em seus ensinamentos técnicas que afirmam prevenirem de tengus.

 

Tsukagashira (protetor da espada) na forma da cara de um tengu

 

Alguns livros clássicos de arte marcial que nem o  Heiho Kadensho der Yagyu Shinkage Ryu, epossui ilustrações de tengu onde os praticantes estão retratados parcialmente na forma de tengu e mesmo alguma catas (seqüências) possuem  (que nem "Tengusho", uma série de oito formas da escola  Shinkage Ryu ). No começo do séc 18 escreve Shissai Chozan o  Tengu Geijutsu Ron ("discurso sobre as artes dos tengu"), um excelente livro sobre artes marciais.

 

Tengu como guerreiror

 

E mesmo nos dias atuais se encontra lendas sobre os tengu, que nem na história do fundador do aikido,  Ueshiba Morihei, que se afirma ter tido contato com um tengu durante a sua juventude. O mestre de Ueshibavon, Takeda Sokaku, era denominado como o "pequeno tengu"