Make your own free website on Tripod.com


voltar

O mundo é muito mais complexo do que podemos imaginar, por isso deveríamos observar cada momento que nem um neném.

Yoga

 

Yoga e saúde

O site do represantante no Brasil da organização Shivananda onde eu me formei como frofessor de Yoga na Índia é: http://www.oyoga.com.br/sivananda_sp/

Yoga significa nada mais do que caminho, o caminho em direção á iluminação. Para os Yogis nós vivemos numa ilusão criada pelos nossos apegos ao mundo material. Através de assanas (exercícios), pranayama ((respiração) e meditação o ser humano consegue adquerir a introspecção necessária para reconhecer a ilusão e se libertar da sua identificação com o Maya (mundo das aparencia).

Dos quatro caminhos principais o mais divulgado no ocidente é o Hata Yoga que fáz parte do Raja Yoga (o caminho real). O Hata Yoga não somente se reduz a alguns exercícios corporais como também envolve várias técnicas de repiração, meditação, relaxamento e etica.

Os exercícios são denominados de Assanas, e uma das principais é a Suria Namaska (salutando o sol = suria). A suria namaska é um conjunto de 12 exercícios que ativam e regulariza mais do que 600 Nadis (passagens energéticas conectadas com o que nós conhecemos por pontos de acupuntura) e deveria ser feito de manhâ e de tarde e se der ás três horas da manhã antes da medsitação. Este exercício revitaliza o corpo e abre os nadis para que a energia adquirida durante a meditação possa fluir livremente.

Os próximos desenhos peguei do livro do centro de yoga Shivananda editado pela editora Gräfer und Unzer na Alemanha. Em inglês e foi publicado pela livraria Gaia Books.

-

 

O próximo exercício tirei do meu livro sobre os Orixás.

Para ver o primeiro exercício clique aqui

 

Segundo exercício

Conforme o Yoga, no nosso tronco existem 7 centros energéticos. Com cinco deles nós podemos trabalhar. Os dois últimos estão fora do alcance da maioria de nós.

Neste exercício iremos treina a sentir os centros energéticos. Nós tentaremos, através da mentalização, reativar e limpar tais centros.

Os centros se encontram espalhados pela coluna do períneo até a cabeça.

Você começa este exercício fazendo a respiração energética. Ao concentrar a energia subindo pela sua coluna você a acompanha mentalmente e tenta sentir certas aglomerações de energias presentes ao longo da trajetória. Tais concentrações de energias são denominadas de Chacras. Cada Chacra tem suas características próprias e conseqüentemente tem afinidades com um ou mais Orixás. No todo são sete Chacras.

Ao fazer este exercício, no começo, tente simplesmente sentir os centros, as Chacras. Provavelmente, em alguns centros, você irá sentir a energia fluir livremente, e em outros, você irá sentir uma forma de bloqueio. Isso é normal. Aonde a energia fluir livremente você deixa-a fluir e preencher tais centros. Aonde você sentir um bloqueio você deixa a energia penetrar e dissolver o bloqueio.

Se você sentir um obstáculo, algo impedindo a energia circular observa o obstáculo. Você visualiza a energia circundar e envolver o obstáculo. Você visualiza a energia permear e penetrar o obstáculo. Desta forma você vai trabalhando o obstáculo até o centro estar por completo limpo. Este processo pode durara vários dias. Agora, o importante ao trabalhar o obstáculo é aprender dele, não só dissolve-lo como descobrir a sua origem e a sua causa. Desta forma você irá crescer, se desenvolver e mudar.

Você pode prevalecer o tempo que quiser num centro. O importante é sempre manter a energia fluindo.

Enquanto você estiver trabalhando com os centros, é importante sempre manter o contato com a terra.

Existem dois meios de manter o contato:

1. O contato com a terra você pode fazer através dos pés. Você bota os pés no chão e visualiza eles se unirem com a terra. A sensação é igual aquela durante o seu relaxamento. Você pode estar até dentro de um avião, voando bem alto, e mesmo assim, manter contato com a terra através dos pés. Essa é a minha técnica preferida.

2. A outra técnica é: você imagina um fio dourado ou prateado saindo do fim da sua coluna vertebral em direção ao centro da terra.

Ambas as técnicas são importantes para você poder descarregar energias. Toda energia que você não quer, você descarrega através do fio. Parte dos obstáculos você pode descarregar através do fio. Não descarregue o obstáculo inteiro, pois, um obstáculo, é uma lição que você tem que aprender. Obstáculos existem para serem superados. Se for uma energia maligna, você vai aprender a se proteger contra ela. Se forem bloqueios causados por dependências emocionais, você vai aprender a se livrar deles. Se você despachar o bloqueio sem ter sido anteriormente devidamente trabalhado, ele voltará.

Este tipo de descarga energético você pode usar quando estiver dando passes, impondo as mãos ou tratando alguém (fazendo massagem, por exemplo). Agora todas as energias que você capta e absorve durante um trabalho, você descarrega, durante e depois do trabalho. Você não quer reter nenhuma energia indesejável (alheia).

Depois de ter completado qualquer tipo de trabalho, você se limpa energeticamente. A limpeza energética você sempre faz antes e depois de qualquer trabalho.

Praticando este tipo de mentalização, você irá mudar. Você irá ficar mais livre. Pessoas que vêm você somente uma vez por ano, irão dizer: „Pó, você mudou!" E pessoas que você bem conhece, irão tentar de tudo para impedir que você mude.

Um eremita tem menos obstáculos que uma pessoa vivendo no meio de um grande círculo de amigos e parentes. O eremita não tem ninguém que o inibe a mudar ou que tenta obrigá-lo a ficar do jeito como sempre foi. O eremita nunca saberá se ele é realmente tão forte com pensa que é. Por isso, nós que vivendo num mundo ativo, cheio de gente, parentes, conhecidos, amigos e inimigos, temos a possibilidade única de testar se realmente somos fortes ou não.

Era costume nos monastérios Taoistas, mandar os noviços, depois de dois ou três anos de estudos, de volta, por um tempo, para o mundo cotidiano. No mundo cotidiano os noviços e monges tinham a possibilidade de testar se eles realmente aprenderam o que lhes foi ensinado. Se um ou outro desejasse ficar no mundo cotidiano, casar e criar família, ótimo.

Você só pode renunciar aquilo que você conhece. E você só pode tomar decisões se você for autoconfiante. Liberdade é só válida quando você for capaz de aceitar a responsabilidade por seus atos.

O exercício acima irá ajudar você a livrar-se de apegos e de dependências emocionais. Só quando o seu coração estiver livre, você conseguirá tomar as decisões corretas.

O exercício acima irá mudar você. Se você quiser continuar do jeito como você é, se você não quiser crescer, então, não faça o exercício. Mas quem não cresce, estagna.

 

Os centros energéticos:

Os centros energéticos são denominados de chacras. São num todo sete. E aí vão elas:

- Muladhara chacra: é de cor amarela, tem quatro flores, o elemento dela é a terra e sua bija mantra é lam. Ela se situa na base do períneo, na base inferior da coluna vertebral.

- Swadhisthana chacra : é de cor branco leitoso, tem seis folhas, seu elemento é a água e sua bija mantra é vam. Ela se situa na altura da bexiga.

- Manipura chacra: é de cor vermelha, tem 10 folhas, o elemento dela é o fogo e sua bija mantra e ram. Ela se situa entre o umbigo e o peito.

- Anahatara chacra: é de cor do céu, tem 12 folhas, seu elemento é o ar e sua bija mantra é yam. Ela se situa a altura do coração.

- Vishuddha chacra: é de furta cor, tem 16 folhas, seu elemento é o éter, sua bija mantra e ham. Ela se situa a altura do pescoço.

As duas últimas chacras são:

- Ajna chacra: é puramente branca, tem 2 folhas, sua mantra é o om. Ela se situa ente os olhos.

- Sahasrara chacra: tem 1000 folhas de lótus.

Se você for meditar usando a Ajna Chacra, não esqueça de trabalhar muito manualmente como no jardim, com barro, fazendo pão, massagens, etc. A Ajna Chacra fortalece o desapego do mundo cotidiano.

Só que nós vivemos no mundo material sem quere negá-lo ou desprezá-lo. ninguém se pode dar o luxo de negar o mundo material. Nele aprendemos, nele vivemos e nele crescemos. Por isso é importante trabalhar com todas as Chacras.

Os bloqueios que você irá encontrar e sentir, não são somente restritos ás Chacras. A causas dos bloqueio podem se várias: Pode ser um bloqueio emocional dentro de uma chacra. Pode ser uma coluna deslocada. Pode ser um trabalho feito contra você. Pode ser uma doença causando um distúrbio no seu corpo energético. Dependendo do problema você terá que tratá-lo diferentemente.

Em caso de doenças, consulte um médico. Em caso de trabalhos feitos contra você, consulte um pai ou mãe de santo. O exercício de energisação não é a solução para todos os problemas. De vez em quando é bom procurar e receber ajuda.

Você não irá ser capaz de acabar com todos os bloqueios. Se conseguisse, você seria perfeito.

Este treino é um treino que irá durar o seu tempo. Não é algo que você faz em duas semanas e logo vira santo. Não é algo para o qual você recebe um certificado e depois não precisa fazer mais nada. Crescer é um processo que dura a vida inteira.

Agora não pense assim: „Se eu não conseguir acabar com todos os problemas, para que começar?"

Bem, se você pensar assim, então, você nem precisa nascer. Crescer fás parte da nossa vida. Desenvolver e evoluir são dons que recebemos de Deus, é o que nos possibilita sermos seres humanos.