Make your own free website on Tripod.com


voltar

Defender a sua integridade é preservar a sua dignidade

O primeiro e último adversário de um verdadeiro guerreiro é o seu próprio Ego

 

Defesa pessoal é um processo primariamente mental.

 

O que significa defesa pessoal? Contra o que ou quem se defender?

O termo ‘defesa pessoal’ significa defender sua pessoa. Defender a integridade e a dignidade de sua pessoa.

E defender essa dignidade é muito mais do que meramente chutar e socar. Defender essa dignidade é defender os direitos de cidadania e democracia. É confirmar o fato de que somos seres humanos dignos de respeito. Isto é defesa pessoal.

 

Existem várias formas de defesa pessoal e vários tipos de agressão.

Uma agressão pode ser física: em tal caso, se for apropriado, se pode defender chutando e socando. Pode ser psicológica: neste caso nem sempre é aconselhável se defender chutando ou socando.

Agressões se sofrem a hora toda. É na fila do banco, quando um espertinho que é amigo de fulano tal e tal fura a fila com dois amigos. É no transito quando alguém toma a vaga, corta o caminho, quase atropela o pedestre. É no trabalho quando a secretária é assediada sexualmente, a sua promoção é roubada por um outro que tem mais QI. É numa festa quando um perde a garota por um outro que tem um carro mais chique. É na rua quando se é assaltado e roubado. É num departamento público ou não quando se é ignorado e desrespeitado. É no dia a dia quando é vítima de preconceitos.

Tudo isso são agressões. Agressões que na maioria das vezes são muito mais brutais do que um soco ou pontapé.

Um sistema de defesa pessoal não só deve ensinar ao aluno(a) a se defender contra uma agressão física como também lhe dar os instrumentos necessários para poder preservar sua dignidade em todas as situações da vida.

 

A mente prediz a forma com nós iremos nos defender.

Defesa pessoal significa tranqüilidade e calma. Significa ter segurança e autoconfiança.

Somente uma pessoa segura de si irá ser capaz de agir corretamente conforme a situação.

Não existem padrões na vida. Nuca existirá duas situações idênticas. Cada situação requer a sua própria solução. Por isso, defesa pessoal, você não vai aprender treinado situações e decorando padrões, e sim, treinando princípios e aprendendo aplicar tais princípios nas mais variadas situações.

Se você for assaltado na rua e estiver sentado dentro do carro preso ao assento pelo sinto de segurança, não adianta querer bancar o super homem. A probabilidade de você ser baleado é quase 100 %. Você mantém a calma, entrega ao assaltante o que ele quer e reze para sair vivo dessa situação.

Se seu emprego for tomado, é mais viável procurar um bom advogado e brigar por ele na justiça do que sair batendo em todos. Como você age vai depender de sua pessoa. Se você for conhecido como um sujeito perigoso, a probabilidade de alguém tomar o seu emprego é bem menor do que quando todo mundo pisoteia em você. Só que, nem sempre uma pessoa musculosa, forte, grande e violenta é perigosa. Muitas pessoas fazem musculação, treinam sistemas violentos porque na realidade são pessoas muito inseguras.

 

Supomos que você brigou com o vizinho e este lhe agrido jogando um chinelo

 

1. Força contra força:

Você se defende com a mesma força e violência como foi atacado. Este tipo de defesa é uma medida de forças. Ambos s e testam e ganha o que mais é capaz de agüentar pancadas e for mais forte. Você leva uma e retribui muitas. Ou, se você for mais fraco, retribui uma e leva muitas.

 

2. Você foge:

É a forma mais prática de enfrentar um confronto. Fugir não significa evitar. Evitar significa que você controla a situação. Fugir é uma opção de não confrontar. Uma opção válida caso o agressor for uma ameaça grande de mais. No nosso caso você até pode pegar o chinelo dele e fugir. Imagina a cara dele ao ficar sem chinelo?

 

3. Você se entrega:

Aqui você aceita a supremacia do agressor fazendo cara bonita par jogo feio. Você se submete ao poder superior do agressor.

 

4. Você desvia:

Você desvia dos ataques do agressor. Você tenta não deixar ser atingido. Vira que nem água que escorre por entre os dedos.

 

5. Você ignora o agressor:

Muitas vezes ignorando um agressão é o começo da vitória. Você ignora porque o agressor não lh é uma ameaça ou porque ele é uma ameaça caso você for na dele(a).

 

Você sempre vai agir conforme estáacostumado a agir. E em casos extremos você intuitivamente e instintivamente irá agir de um determinado geito de um determinado padrão. Uns agem agressivamente, já outros preferem se retirar e fugir, ou sucumbir, se entregar. Cada ser humano age de sua forma particular conforme seu caráter e sua educação.

Um sistema de defesa pessoal tentar compensar os seus habitos e condicioamentos. se uam pessoa por natureza prefere fugir, o sistema lhe dá sufeciente auto confiança, atravez de conhecimento, técnicas e xercícios, para que tal pessoan nem smpre tnha que agir conforme seus instintos.

Se a pessoa é por natureza agressiva, o sistema lhe dará os instrumentos para nem sempre agir impulsivamente.

Isso é defesa pessoal: harmonia em seu ser, harmonia entre corpo, mente e alma para que você possa agir da forma certa no lugar certo. E este treino nunca se aprenderá em cursinhos e treinos de alguns meses. Isto é algo que se aprende numa vida inteira e nunca se para de aprender, no kempo nós chamamos isto de Budo e Do.